Anúncios Shopping UOL

Não deixe o amor passar – Carlos Drummond de Andrade

Publicado por: Mariana Treska, em 3 junho, 2011

O poemas e pensamentos deixa um poema de amor, de Carlos Drummond de Andrade para comemoração do dia dos namorados

dia dos namorados 222 Não deixe o amor passar   Carlos Drummond de Andrade

Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.

Se os olhares se cruzarem e, neste momento,houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.

Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d’água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.

Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um presente: O Amor.

Por isso, preste atenção nos sinais – não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: O AMOR.

By Carlos Drummond de Andrade

Artigos relacionados

Tags: , , , , , ,

Comentários

  1. ananda disse:

    eu amei esse poema porque esse poema mim impressiono mim
    emociono muito me mostro que vc nunca pode de deixar de amar quem vc ama do mesmo jeito que essa pessoa sinta o mesmo por ti

    Reportar comentário

  2. elizete disse:

    maravilhoso, simplismente divino,não deixe o amor passar viva intensamente,

    Reportar comentário

  3. Leda SPitzer disse:

    Entao, as palavras que eu não posse te dizer, irei canta las para voce, e o amor que teriamos feito, sentirei por nos dois, por cada pequena lembrança que se tornou parte de min, voce ainda tem a minha alma, e sempre sera meu eterno amor.

  4. Roberto disse:

    Nada existe ais lindo que o amor…
    como não existe nenhum sentimento tão mal vivido como o amor…

    Reportar comentário

  5. Márcio Brito disse:

    Piegas e prosaico. Uma bobagem adolescente. Sequer chega a ser um poema (sob qualquer ponto de vista).

    JAMAIS FOI ESCRITO POR DRUMMOND. Assim como “Recomeçar” também não foi escrito por ele e tantos outros textos que são falsamente atribuídos a grandes escritores por pessoas mentirosas ou desavisadas. Essas bobagens são repassadas em enormes correntes de emails, e servem apenas para denegrir a imagem de autores de verdade, mascarando a incompetência dos que tem medo de assinar suas bobagens, ou pior, às vezes são textos autênticos deturpados e atribuídos a grandes autores, desrespeitando o direito de escritores iniciantes, corrompendo seus textos, roubando seu talento. Isso dificulta deveras a formação de novos leitores.

    Publiquem “Procura da poesia”, “A Máquina do mundo”, “Soneto do pássaro” ou outro grande poema de Drummond e, aí sim, estaremos contribuindo para a divulgação de literatura de verdade. E, aí sim, os leitores desse espaço estarão se emocionando com textos autênticos, de autores consagrados ou novos autores, que os farão descobrir a grande diferença entre a arte literária e os textos farsantes.

    Espaços como esse, onde são divulgados textos próprios e de outros autores, são a face boa da internet, seu lado luminoso. Mas não é tão simples manter o conteúdo confiável. Se eu tivesse competência pra dar um único conselho, uma frase sequer, eu diria: confirme a versão impressa (de papel, de papel!) de tudo que publicarem a respeito de grandes escritores. Isso faria toda a diferença.

    Seria um exercício maravilhoso, tanto para os que publicam a informação, os textos, quanto para os leitores deste sítio, que poderiam confiar em tudo que fosse visto aqui.

    E esta seria mais uma fonte brilhante de cultura, no meio do monte de bobagens que existe na rede.

    Márcio Brito

    Reportar comentário

  6. Marcio, obrigado, também faço patrulha dessas falsas atribuições, aliás com nossos melhores autores, é lamentável!

    Reportar comentário

Switch to our mobile site